Motorista do Uber é condenado à prisão perpétua por estupro na Índia

Fonte / Autor: G1.GLOBO
Publicado em 03/11/2015

Um tribunal indiano sentenciou nesta terça-feira (3) à prisão perpétua um motorista da Uber por estuprar uma jovem passageira em Nova Déli, um caso que reacendeu o medo da violência sexual na capital indiana.

A corte de Nova Déli condenou Shiv Kumar Yadav por raptado e estuprado uma passageira de 25 anos que voltava para a casa depois de jantar com amigos em dezembro passado.

Yadav enxugou as lágrimas ao ouvir a sentença do juiz, a maior em se tratando de crime de estupro.

A start-up Uber, com sede na Califórnia, foi acusada de não proceder uma verificação séria dos antecedentes de seus motoristas, uma vez que Yadav já havia sido acusado de agredir mulheres.

A empresa foi oficialmente proibida em Nova Déli depois desse ataque, mas isso não impediu que os carros da Uber continuem operando na capital indiana.

O ex-motorista da Uber foi julgado por uma das cortes de julgamento rápido instauradas em 2013 depois que uma gangue estuprou uma estudante dentro de um ônibus, um crime que revoltou o país.

A Índia registrou 36.735 casos de estupro em 2014, 2.096 apenas na capital.