ESCRITURA DE FIANÇA


Saibam quantos esta escritura pública virem que aos ... dias do mês de ... de ..., nesta cidade e comarca de ..., Estado de ..., em meu cartório, perante mim tabelião, compareceram partes entre si justas e contratadas, a saber: de um lado ... (qualificar), como outorgante fiador, e de outro lado ... (qualificar), como outorgado credor afiançado, os presentes maiores, meus conhecidos e das testemunhas adiante referidas, do que dou fé. E, perante estas, pelo outorgante fiador ... me foi dito que, por escritura de confissão de dívida, lavrada em ..., nas notas do ... Tabelionato de ..., ... (qualificar), devedor do outorgado credor afiançado ... da importância de ... (...), com a obrigação de pagar essa quantia no prazo estipulado e nas condições avençadas na mencionada escritura; que o outorgante fiador se obriga a pagar o débito de ... para com ... se o referido devedor não o fizer dentro do prazo e sob as condições a que se comprometera. Pelo outorgado credor afiançado, ante as testemunhas, me foi dito que aceita a presente escritura em todos os seus termos. Assim o disseram e dou fé. A pedido das partes eu lhes lavrei esta, a qual feita e lhes sendo lida, por estar conforme, a aceitaram, outorgaram e assinam juntamente com as testemunhas ... e ... . Eu ..., escrevente autorizado, a conferi e subscrevi e assino em público e raso.

Data e assinaturas.